terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Poema Perdido

Às sombras eu irei,
Nas trevas viverei
Suas vidas de mim dependem
Seus sonhos não os defendem
Nossas forças quando unidas,
Não poderão ser destruidas

A Guerra chegará
E mais um reino cairá
Meus guerreiros sombrios derramarão
Sangue com ira,
Em gratidão
À vida eterna que lhes dei
Em troca da sede que saciei.

3 comentários:

Luchi disse...

O Melhor até agora tio ^^
continue assim

Ana Terra de Leon disse...

hm, não gosto muito de poemas, sabe... prefiro crônicas e afins, aliás, o post anterior é muito bom, parabéns.

poema bonito, apesar de eu não gostar de poemas.
as rimas não são daquele tipo dedutível, saca? rima boboca, não, você não fez nenhuma delas.

bom mesmo ^^

Kay~「ジュイ」 disse...

nossa... gostei disso 8D *aquela que adora poemas*